Avanços na tecnologia WI-FI – Recursos e Riscos

1200px-Wi-Fi_Logo.svg

A tecnologia para redes sem fio têm sido desenvolvida muito rapidamente, elas têm ficado muito velozes e alguns equipamentos já não possuem porta para ethernet (com cabo) a exemplo dos novos macbooks.

As redes wi-fi corporativas podem ter outras funcionalidades além de apenas conectividade. É possível configurá-las para rastrear a posição física aproximada da pessoa dentro de um ambiente, assim como criar verdadeiras paredes para bloqueio de sinal.

Atualmente pode-se estabelecer senhas individuais ao invés de uma única senha para todos os usuários.

Estas redes sem fio profissionais podem ser gerenciadas de um único ponto, mesmo que estejam em vários locais físicos diferentes, como exemplo uma rede de lojas. O melhor é que as análises de acessos são centralizadas neste mesmo ponto de controle.

Como não poderia deixar de ser, deixamos aqui o alerta do nosso especialista em segurança Amilton Justino: “Os riscos aumentam na mesma razão destes avanços. Devido ao problema primordial de qualquer wi-fi, onde não temos o controle do meio físico por onde os dados estão trafegando, visto que não temos cabos. O sinal normalmente está “transbordando” para fora do ambiente, estimulando cada vez mais o desenvolvimento de técnicas de ataques às redes wi-fi.  Aproveitando-se desta característica original, o criminoso pode, mesmo estando fora da sua empresa, coletar informações relevantes, como senhas, acessos, dados sigilosos, etc”.

Se você usa roteadores comuns, daqueles que usamos em casa, seu problema pode ser ainda pior, pois estes equipamentos possuem vulnerabilidades muito conhecidas e muito simples de serem exploradas de maneira intencional.

Mesmo que você não se importe com o sigilo dos dados que trafegam no seu ambiente, esse tipo de acesso traz outro risco bem maior: seus equipamentos (computadores, smartphones, smartTVs e até  câmeras) conectados na mesma rede, podem acabar se tornando “zumbis” (ou “bots“, derivado do termo inglês robots) e utilizados por crackers para praticar crimes através do seu endereço na internet, assim caso sejam rastreados pelas autoridades, a origem de alguma invasão de um grande banco pode estar localizada na sua sala de estar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.