,

Confiar somente na memória para gravar senhas pode comprometer a segurança

senhas-insight

O número de usuários na internet sobe cada dia mais, com isso, as senhas também. Confiar somente na memória para decorar seus acessos pode deixar você na mão, levando em consideração que muitas vezes ela é falha e que, para cada site o ideal é criar uma senha “forte” e diferente.

Existem alguns fatores que ajudam para que essa falha ocorra. É importante levar em consideração quantas senhas precisam ser memorizadas, o que não são poucas, não é mesmo? Facebook,
Instagram, Gmail, Twitter, Netflix, internet banking, sites de compras, e por aí vai.

Foi feito um levantamento pela empresa Dashlane no último ano – com cerca de 20 mil usuários – em média cada conta de e-mail possui 92 registros. Se continuar nesse mesmo ritmo, em 2020 cada usuário terá 207 contas. Os dados são impressionantes!

Com tantas contas assim, é difícil memorizar cada senha criada. Por isso, a melhor solução é utilizar um gerenciador de senhas confiável e multiplataforma, ele pode ajudar a armazenar combinações e tornar os acessos mais seguros sem precisar revelar as senhas na tela. 

As gigantes digitais já oferecem também o recurso de autenticação em 2 fatores, que consiste em, além da senha, você digite um código que será enviado para um celular pré-cadastrado cada vez que for acessar, isso garante sua privacidade no caso da senha ser descoberta de alguma forma.
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.